Testemunho Irmão António Dionísio


Como Deus transformou a minha vida ?

Chamo-me António Dionísio, vivo nas Caldas da Rainha e frequento a Igreja Assembleia de Deus Pentecostal desta mesma cidade.

Nasci num lar católico e desde cedo me incutiram a ideia de ir à missa todos os domingos e de frequentar a catequese, assim, bem como, todos os requisitos da Igreja Católica Romana.

Com cerca de 18 anos, conheci uma jovem (hoje minha esposa), que tem uma irmã que frequentava a Igreja Assembleia de Deus, juntamente com os seus filhos e marido. Eu admirava aquela família quando, ao domingo pela manhã, iam para a Escola Dominical com grande felicidade, o que me deixava intrigado e a questionar de onde viria tanta alegria.

Num domingo, convidaram-me a ir a um culto. Quando entrei na casa de oração, senti algo que nunca tinha sentido antes: uma paz de espírito que invadiu o meu coração. Os hinos de louvor a Deus, a grande fé com que oravam e a Palavra, tocaram o meu coração de uma maneira inexplicável.

Comecei a frequentar com alguma assiduidade os cultos.

Num domingo, o Senhor tocou profundamente no meu coração mas quando foi feito o convite para quem queria aceitar o Senhor Jesus como Salvador não levantei a minha mão, no entanto, falei com Deus e disse: “Deus, se Tu tens todo o poder como o pastor disse na pregação, mostra-me esse poder. Sou viciado no tabaco e no álcool, sou um desgraçado!”. Quando terminou o culto, fui logo para o carro para fumar, mas não o fiz, porque o Senhor naquele momento livrou-me do vício do tabaco. Deus libertou-me também do álcool e eu deixei de beber.

Com tudo o que Deus estava a fazer na minha vida, eu e a minha esposa entregámos as nossas vidas a Deus… O nosso filho passou a frequentar a Escola Dominical e no nosso lar deixou de haver discussões e quase agressões e passou a existir abundância de amor: recuperei-o para com a minha esposa e filho.

Porém o diabo, que não quer a felicidade das famílias, entrou de tal maneira na vida da minha cunhada que a levou à separação, o que me perturbou muito.

Com esta situação afastei-me de Deus e, a partir daí, sem a proteção do seu Santo Espírito, o diabo levou-me à ruína espiritual, familiar e financeira; Levou-me à vida antiga, voltando a fumar, a beber e a gastar todo o dinheiro que recebia nestes vícios.

A minha vida caiu num poço sem fundo: voltaram os problemas em casa, o meu filho levava pancada, a minha esposa era agredida verbalmente, pratiquei adultério. A minha vida deixou de ter sentido. Deus porém, na Sua infinita misericórdia, numa noite falou comigo e senti o desejo de voltar para Ele, mas o diabo começou a deturpar a minha mente, fazendo-me ter vergonha de ter faltado ao respeito a Deus. Andei nestes caminhos miseráveis e sem sentido durante 8 anos. A minha vida estava destruída!

Num domingo pela manhã, levantei-me, chamei a minha esposa e o meu filho e disse-lhes: “Vamos ao culto, porque Deus está a chamar-nos”. Quando entrei na igreja, coloquei-me de joelhos aos pés do Senhor: chorei, pedi perdão e Deus voltou a perdoar-me, tirando novamente, os meus vícios e voltou a ser o Senhor da minha vida. A felicidade e o amor regressaram à nossa casa.

No fim de tantas bênçãos, Deus concedeu-nos ainda mais uma: a nossa filha, que nasceu quando a minha esposa já tinha 37 anos.

Hoje, sou um homem restaurado pelo sangue de Jesus e posso dizer: “Eu e a minha casa servimos ao Senhor”.

Toda a honra, louvor e glória pertencem ao nosso Salvador, Jesus Cristo.

Poesia - Obrigada Senhor! Ana Sebastião


OBRIGADA SENHOR

 

O Sol brilha lá fora

Doce e primaveril,

Enquanto ouço 

Em sons distantes

O eco lúcido

De chilreios mil!

 

A vista perde-se

No manto verde suave

Da paisagem,

Embriagando o caminhante

Raro, com um cheiro

Intenso de jasmim!

 

Tudo é cor e harmonia,

Envolto em termos claros de poesia

Que podem facilmente

Trazer a alegria;

Enchendo espaço grandes

E pequenos, como a água

Que se infiltra na areia!

 

Obrigada Senhor,

Porque no mundo em que vivemos

Ainda é possível encontrar

Recantos que quando cremos

Nos fazem lembrar o Teu amor!


Autor: Ana Sebastião - Firme Habitação - Pág. 48

Vila Nova do Coito

Horário de Cultos:

Terça-Feira: 15:00h

Val do Carro

Horário de Cultos:

Quinta-Feira: 21:00h

Malaqueijo

     

 

Horário de Cultos:

Sábados (Quinzenal) : 20:30h


Morada: Travessa do Poço, Largo nº 7 - Malaqueijo - Rio Maior   VEJA MAPA AQUI